07:30 - 18:00

Segunda – Sexta

(11) 2983-3530

Ligue Agora!

Tratamento de Implante Dentário

Tratamento de Implante Dentário

Tratamento de Implante Dentário

Tratamento de Implante Dentário O implante dentário é capaz de repor dentes faltantes com eficácia, se tornando a alternativa mais segura para restauração estética e oral. Os implantes dentários apresentam alto índice de desempenho, beirando 98% de eficiência. Vale lembrar que o implante dental, além de prevenir doenças e proporcionar qualidade de vida, é um tratamento praticamente indolor, com duração de poucos dias e recuperação tranquila.

Além disso, o tratamento de implante dentário é indicado para pacientes de quase todas as idades, inclusive adolescentes e idosos. Nesse ponto frisamos que o implante de dentes pode ser a solução para os indivíduos que não adaptaram com próteses, pontes e/ou dentaduras – seja pela moldagem, desconforto estético ou até pela presença de dor na gengiva. Acompanhe esse artigo até o final e saiba tudo sobre implante dentário.

Tratamento de Implante Dentário
Entre em contato agora!

Implantes dentários

Um belo sorriso é nosso maior cartão de visitas. Entretanto, bem mais do que externar nossa simpatia, esse ato interage diretamente com a nossa saúde psicológica e física. Na odontologia, o implante dentário é uma das técnicas mais utilizadas para repor dentes faltantes, devolver o sorriso largo e trazer confiança e saúde aos pacientes.

É cientificamente comprovado que o sorriso contribui com a saúde do ser humano. Afinal de contas, quando sorrimos liberamos endorfina e serotonina, duas substâncias responsáveis por trazer sensação de felicidade ao organismo. Por isso sorrir é muito bom! Mas você sabia que um vasto sorriso pode significar também uma vida saudável, fisicamente e psicologicamente falando?

Quer alguns exemplos? A falta de um dente pode interferir na mastigação do paciente, trazendo problemas para a oclusão e para as articulações das mandíbulas, tendo em vista que o paciente concentrará a mastigação somente em um lado, o que pode sobrecarregar os músculos e ocasionar uma série de situações que poderiam ser evitadas com implante dentário.

É importante frisar que a mastigação é uma função crucial para o nosso organismo, pois conversa diretamente com o sistema digestivo e pode ditar o ritmo da digestão. Isso quer dizer que a mastigação errada pode submeter nosso corpo a diversos perigos, como por exemplo:

– Má absorção dos nutrientes dos alimentos;

-Má digestão;

– Aumento de peso;

– Assimetria do rosto;

– Cáries

Em casos mais sérios a falta de um dente pode causar distúrbios na Articulação Temporomandibular (ATM), responsável por ligar o crânio ao maxilar. Nesse caso, o dente ausente e mastigação unilateral forçam a articulação a trabalhar de maneira inadequada, o que pode trazer inflamações e dores na cabeça, ombros e pescoço, além da dificuldade de mastigar.

Por isso é muito importante recorrer a um especialista em implante dentário, pois a técnica pode melhorar a oclusão e trazer saúde para o paciente ao permitir a mastigação correta dos alimentos. Vale lembrar que a eficácia da mastigação do dente implantado se assemelha à mastigação dos dentes naturais.

Tratamento de Implante Dentário
Entre em contato agora!

Implante dental

Implantar dentes também pode melhorar a fonética dos pacientes, afinal de contas, a ausência de um ou mais dentes contribui para a perda da dimensão vertical, alterando a nossa fala. Se você quer saber como o implante dentário auxilia na fonética, saiba que o ato de falar engloba ações motoras e acústicas, exigindo integridade das estruturas relacionadas – como os dentes.

A falta de um dente pode comprometer a fonética porque eles auxiliam na produção dos sons da fala; e o tratamento de implante dentário consegue restabelecer essa função. Vale lembrar que, além de provocar problemas com a mastigação e fonética, uma boca sem dentes também pode trazer receios relacionados à nossa autoestima e qualidade de vida. Esse fato, aliás, é um dos grandes responsáveis pela procura por implantes dentários.

Dentes faltando interagem negativamente com o psicológico e autoestima dos pacientes, afetando diversas faces de suas relações afetivas e profissionais. Através do tratamento de implante dentário o paciente afasta a vergonha e incomodo de sorrir, se aproximando novamente de seus amigos, familiares e de outros convívios sociais.

Nesses casos os implantes dentais conseguem devolver a autoestima do paciente, já que se sentirá satisfeito com seu próprio sorriso. Essa autoestima pode ser observada na felicidade, confiança e otimismo do indivíduo – sentimentos que se relacionam diretamente com sua saúde mental e psicológica. E como sabemos, mente sã, corpo são! Por isso vamos sorrir sempre!

Tratamento de Implante Dentário

Vantagens do implante dentário

Se você precisa repor um ou mais dentes e está em dúvida sobre qual tratamento escolher, conheça abaixo um pouco mais sobre os benefícios do implante dentário para sua saúde física, mental e psicológica.

– Uma das principais vantagens do implante dentário está na mastigação, com certeza. Até porque a mastigação interage com outros órgãos e diversos fatores do nosso organismo. Com o dente implantado o paciente melhora a oclusão e aperfeiçoa sua mastigação, fazendo com que os alimentos cheguem ao estômago já preparados para a digestão.

– Além disso, ao propiciar mastigação correta o implante de dentes auxilia nosso organismo a absorver o máximo de nutrientes possível dos alimentos, evita o aumento de peso (pois o estômago e o cérebro conversam com mais eficiência) e possíveis dores decorrentes das sobrecargas das articulações da mandíbula.

– Ao funcionar como uma raiz para o dente moldado, o implante dental reduz a pressão que seria exercida nos outros dentes durante a mastigação, favorecendo toda a arcada dentária e as outras estruturas da boca.

– Quando opta por um implante dentário o paciente preserva tanto os dentes adjacentes (vizinhos), como também a gengiva e osso. Vale lembrar que a deterioração óssea pode resultar em perda da altura da mandíbula.

– Implante dentário pode substituir todos os dentes de uma só vez sem a necessidade de colocação de um pino para cada dente. A técnica chama-se implante sobredentadura, overdenture ou dentadura fixa com implantes.

– Diversos estudos já demonstraram que as sobredentaduras propiciam melhor mastigação dos alimentos quando comparados com a dentadura tradicional, pois oferece mais estabilidade devido ao suporte de fixação. Também auxiliam na dicção e fala, além de melhorar o contorno facial.

– Implantar dentes reduz necessidades de ações futuras, como é o caso das pontes, que, por se prenderem aos dentes dos lados, exige restaurações frequentes destes dentes adjacentes.

– Além disso, é tecnicamente comprovado que os implantes dentários possuem maior tempo de durabilidade quando comparado a tratamentos correlacionados, como grandes restaurações dos dentes naturais, pontes, próteses ou dentaduras.

– É importante salientar que os dentes implantados se assemelham em muito aos dentes naturais. Dessa forma, além da contribuição para o organismo, como visto nos tópicos acima, o implante dental também contribui grandiosamente para a estética e autoestima do paciente.

– Implantes dentários devolvem um sorriso largo e natural aos pacientes, pois os dentes são moldados especificamente para cada indivíduo, respeitando as linhas da gengiva e dentes adjacentes, além das tonalidades naturais do restante da dentição, tornando o dente implantado praticamente indistinguível.

– É comum ouvir depoimentos de pessoas que fizeram implantes dentários relatando que retomaram o convívio social com amigos e familiares depois do tratamento, pois tiveram sua confiança reestabelecida para comer, falar e sorrir.

– É importante frisar que, por ser fixado ao osso, não existe possibilidade do implante deslocar durante a fala ou alimentação.

– A sintonia estética que o implante dental oferece é incrível, facilmente verificada através de imagens de antes e depois. Além disso, o implante dental também interage positivamente com a harmonia facial.

– Implante de dente dói? Saiba que o tratamento do implante de dentes é praticamente indolor, possível de ser realizado em poucas semanas e de rápida recuperação. A quase ausência de dor acontece porque a maior parte do procedimento é realizado na parte óssea (sem nervos), e a recuperação requer medicamentos tradicionais, como antinflamatórios e/ou antibióticos.

Definitivamente o tratamento de implante dentário é uma das principais alternativas para evitar problemas com a falta de dentes. O tratamento possui índices de 98% de sucesso nos casos e, com o avanço da tecnologia, o implante se tornou um procedimento simples, porém, com potencial para elevar a qualidade de vida dos pacientes, afinal de contas, ele permite que o indivíduo mastigue, sorria e fale com mais segurança e conforto.

Tratamento de Implante Dentário
Entre em contato agora!

Quem não pode fazer implante dentário?

Apesar de ser relacionado a idosos e adultos, o implante dentário pode ser alternativa viável para pessoas de todas as idades, inclusive adolescentes. Qualquer pessoa que perdeu um ou mais dentes naturais e definitivos podem ser beneficiar com o tratamento de implante dental.

A única exigência é que o paciente possua estrutura óssea desenvolvida para receber a fixação do suporte com segurança. Caso o volume ósseo não seja suficiente para suportar o implante o tratamento por acontecer da mesma forma após a realização de enxerto ósseo, procedimento cirúrgico indicado para a produção de volume no osso que receberá o implante.

Vale lembrar que, após a extração, o indicado é que o implante do novo dente seja realizado o mais rápido possível, a fim de evitar perda da massa óssea. Dessa forma a necessidade de realização de enxerto ósseo diminui consideravelmente.

Já dentre as pessoas que não podem fazer implante dentário, é possível listar aquelas que:

– Possuem dificuldade de cicatrização devido à deficiência imunológica ou doenças como diabetes (decontrolada).

– Portadores de doenças cardíacas graves;

– Pacientes com câncer ou doenças autoimunes.

No caso das pacientes gestantes, o indicado é aguardar o bebê nascer antes da realização do implante dentário, a fim de garantir um procedimento sem riscos para a mamãe e o bebê. Quem avaliará esse cenário é o cirurgião dentista após anamnese e outras definições, como questões relacionadas à saúde, indicações e contraindicações, temporárias ou definitivas.

Implante dentário como funciona

Para saber como funciona o implante dentário é imprescindível entender, antes, como a arcada dentária reage com a falta de um ou mais dentes. É preciso compreender, por exemplo, que além de estabelecer um prejuízo emocional relacionado à estética, a ausência de apenas um dente e é capaz de afetar a qualidade de vida do paciente de diversas formas.

Clinicamente, a falta de dentes na boca recebe o nome de edentulismo e pode causar até o desalinhamento de toda a arcada dentária! Esse cenário ocorre porque, naturalmente, acontecerá o deslocamento dos dentes próximos para o espaço vago. O ato de mastigar é o principal responsável por esse fator, pois coloca muita força na arcada dentária.

Como estamos falando de um conjunto, se houver um espaço vazio, toda a arcada será prejudicada com o deslocamento dos dentes. Isso pode resultar em dentes inclinados e até mesmo em elevação da coroa dentária para acima do plano oclusal, proporcionando o total desalinhamento dos dentes.

Também é importante frisar que cada dente da nossa boca é responsável por uma determinada função essencial do nosso dia a dia. Ações como mastigar e falar, como já comentado acima, podem se comprometer caso a arcada dentária esteja incompleta.

Além disso, a respiração também pode ser afetada a médio e longo prazo, causando prejuízos consideráveis para o paciente. A má oclusão dentária interage negativamente com a respiração do paciente que por diversos fatores respiram mais pela boca do que pelo nariz. Apesar de o episódio ser mais comum em crianças, adultos também podem ser acometidos por esse quadro.

Vale lembrar ainda que uma das funções dos dentes é proteger a nossa gengiva juntamente com o tecido periodontal. Isso quer dizer que, com a ausência de um ou mais dentes, o tecido periodontal e a gengiva ficam expostos, se tornando vulneráveis durante a mastigação de alimentos mais duros e até mesmo durante a escovação dos dentes.

Como se não bastasse a vulnerabilidade da gengiva e do tecido periodonto, a falta do dente também afeta a estrutura óssea da nossa boca, que com o tempo sofre desgaste com aparente diminuição do nosso na região do dente ausente.

A ausência de dente na boca pode trazer transtornos mais sérios para o paciente, muitos deles ligados ao ato da mastigação. Com a arcada dentária incompleta, a capacidade de mastigar fica reduzida, cenário que interfere negativamente no processo digestivo, ocasionando problemas intestinais e de estômago.

Em casos mais sérios a mastigação errada ocasionada pela perda de um dente também pode proporcionar a Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular (ATM), a articulação responsável por ligar o crânio ao maxilar. Como já sabemos, a ATM provoca dificuldade de mastigação e dores orofaciais, de cabeça, ouvido, etc, devido à sobrecarga da articulação. Problemas posturais também podem estar relacionados a esse quadro.

Por isso é muito importante preencher o espaço vago da arcada dentária. Mas para usufruir de todos os benefícios do implante dentário, é de suma importância consultar um especialista na técnica.

Tratamento de Implante Dentário
Entre em contato agora!

Implante dentário como é feito

Tecnicamente, o implante de dente é realizado através de estruturas ou suportes confeccionados de metal como titânio, que são acomodadas de maneira cirúrgica no osso do maxilar, logo abaixo da gengiva. De certa forma esses suportes exercem o papel das raízes dos dentes. Após a implantação do suporte, o dentista consegue colocar um dente pré moldado exclusivamente para o paciente.

Portanto, o tratamento de implante de dentes ocorre em dois estágios. No primeiro deles é realizado um estudo para verificar possibilidade de implante, analisando possível perda óssea ou gengival. Esse estudo é essencial, tendo em vista que o suporte do implante dental (pino) vai ser fixado diretamente no osso.

No segundo estágio – após a acomodação da estrutura – é confeccionada e inserida a coroa do dente. Nessa etapa são utilizados moldes precisos, além de o cirurgião dentista considerar as cores dos dentes vizinhos, formato da gengiva, o formato dos dentes sequentes e do arco oposto, tudo para proporcionar naturalidade e uma boa mordida.

Muitos pacientes cultivam medo do tratamento com receio de que implante dentário dói. Entretanto, é preciso salientar que a implantação do dente é menos dolorida e incômoda do que a extração de um dente doente! Abaixo demonstramos (de modo geral) o passo a passo de como é feito um implante dentário.

Como fazer implante dentário

Nesse momento vale lembrar que cada caso é singular e deve ser analisado por um especialista na técnica.

01 – O cirurgião dentista especialista em implantes dentários é quem vai definir em que momento o pino do implante dental será fixado. A fixação pode ocorrer logo após uma extração do dente (quando for o caso) ou pode exigir algumas semanas para recuperação da região. É nesse momento também que o dentista observará possível perda óssea ou gengival.

02 – Após a inserção do suporte (pino) do implante no local do dente ausente é preciso aguardar a cicatrização do local. A média de tempo de cicatrização é determinada pelo dentista e dependerá também da capacidade de recuperação do paciente. Entretanto, em alguns casos é possível acomodar um dente provisório de carga imediata, possibilitando assim que o paciente não fique sem dente durante a cicatrização.

03 – Passado o tempo de recuperação estipulado pelo dentista, o paciente é submetido a um pequeno e simples procedimento denominado de cirurgia de reabertura. Esse procedimento é realizado para expor o pino do implante a fim de instalar um pilar que auxiliará no melhor encaixe do futuro dente.

04 – Com o suporte e o pilar fixados, chegou a hora de confeccionar o dente. Para que o novo dente seja elaborado são fabricados moldes precisos, tanto funcionalmente como esteticamente. Nesse estágio o dentista especialista em implantes deve observar o formato dos dentes vizinhos e do arco oposto, a fim de proporcionar uma boa oclusão e mordida ao paciente. Também deve considerar o formato da gengiva e a tonalidade dos dentes ao redor, para trazer harmonia e naturalidade para o novo dente.

05 – Após a moldagem do dente, só falta colocar a coroa do implante e provar o novo dente. A acomodação do novo dente pode ser realizada através de parafuso ou colada (cimentada), tudo dependerá dos estudos prévios e condução do tratamento proposto pelo cirurgião dentista.

É importante lembrar que o paciente deve visitar seu dentista pelo menos 02 vezes por ano após a realização do implante dentário. As visitas são para acompanhamento da evolução do tratamento e controles radiográficos, além de limpeza dos dentes. Casos com orientações especiais serão reforçados pelo profissional dentista.

Tratamento de Implante Dentário
Entre em contato agora!

Tipos de implante de dente

Dentre os tipos de implante dentário disponíveis na odontologia, o mais indicado pelos cirurgiões dentistas é o implante de osso integrado, por se tratar de um método revolucionário nesse tipo de tratamento. Entretanto, existem outros tipos de implantes dentais que podem favorecer o paciente e também são considerados durante o diagnóstico do cirurgião dentista. Conheça abaixo um pouco mais:

– Implante dentário ósseo integrado

Como já dito, esse é o tipo de implante mais indicado. Ele é realizado através da implantação do suporte diretamente na estrutura óssea mandibular. Nesse procedimento o período da integração do implante ao osso leva entre 04 a 06 meses, em média, mas tudo depende do metabolismo e da região onde foi implantado o suporte.

Após a osseointegração o paciente é submetido a uma reabertura superficial da gengiva para facilitar a acomodação do(s) dente(s) que será(ão) moldado(s). Como já comentamos acima, o novo dente pode ser cimentado (colado) ou parafusado, a opção dependerá do diagnóstico obtido pelo cirurgião dentista previamente.

Mas vocês sabia que além da fixação de implante individual, é possível optar por implantação de dentes agrupados? Veja abaixo.

– Implante com prótese Overdenture

Esse tipo de implante já comentamos brevemente no decorrer deste texto. O implante overdenture é alternativa viável para quando existe a necessidade de implante de vários dentes agrupados. Esse modelo se assemelha a uma dentadura, porém, com encaixe mais eficaz devido a uma barra que conecta os implantes à prótese.

É importante lembrar que o implante sobredentadura (ou dentadura fixa) pode ser retirado pelo paciente para facilitar a higienização e costuma ser barateado devido ao material de fabricação (resina) e a exigência de menos suportes (raízes) de implantes – de 2 a 6, em média.

– Implante Prótese Protocolo

Diferentemente da overdenture, a prótese protocolo – ou prótese total implantosuportada e implantoretida – não pode ser retirada pelo paciente, o que dificulta sua higienização, já que se trata de um conjunto de dentes conectados entre si.

A prótese é desparafusada apenas pelo dentista e pode exigir de 04 a 08 pinos, em média, o que costuma encarecer um pouco esse tipo de implante dentário. A prótese protocolo pode ser fabricada tanto em resina quanto porcelana.

Implante de dente de porcelana

Esse tipo de implante é bastante requisitado pelos pacientes. É importante salientar que a porcelana e a resina são materiais totalmente diferentes, apesar de ambas serem utilizada para a modelagem de dentes para implantes. Tecnicamente as resinas são plásticos super reforçados com diversas vantagens, mas que pode ser preterida pela porcelana em alguns casos, como restauração de dentes com fraturas e correção de coloração dos dentes.

Para esses casos o implante de dente de porcelana pode ser a solução, pois o material é indicado para sanar situações funcionais e estéticas. Com o implante de dente de porcelana o dentista consegue agilidade para corrigir diversos problemas, como resistência, durabilidade e estética. Veja abaixo algumas das principais vantagens do implante de dente de porcelana:

– O dente de porcelana alcança diversas tonalidades de cores, inclusive as cores dos nossos dentes naturais. Isso faz com que o dente implantado tenha um belo acabamento e não promova destaque indesejado.

– A porcelana é totalmente compatível com nossos dentes naturais, o que significa que ela não os danificará.

– O dente de porcelana também interage positivamente com os tecidos da gengiva, facilitando a adaptação do implante dentário e trazendo melhores resultados finais.

– O implante de dente de porcelana possui baixa condutividade térmica, o que evita transmissão de choque quando provamos algo muito quente ou muito frio, ou seja, diminui a sensibilidade nos dentes.

– A porcelana é extremamente resistente, o que faz do implante de dente de porcelana algo durável e seguro.

– O dente de porcelana implantado terá menores chances de reter placas bacterianas, já que a superfície do material é mais lisa que a dos demais dentes naturais. Esse cenário dificulta a fixação de placas bacterianas no dente de porcelana.

Tipos de implante de dente

Dentre os tipos de implante dentário disponíveis na odontologia, o mais indicado pelos cirurgiões dentistas é o implante de osso integrado, por se tratar de um método revolucionário nesse tipo de tratamento. Entretanto, existem outros tipos de implantes dentais que podem favorecer o paciente e também são considerados durante o diagnóstico do cirurgião dentista. Conheça abaixo um pouco mais:

– Implante dentário ósseo integrado

Como já dito, esse é o tipo de implante mais indicado. Ele é realizado através da implantação do suporte diretamente na estrutura óssea mandibular. Nesse procedimento o período da integração do implante ao osso leva entre 04 a 06 meses, em média, mas tudo depende do metabolismo e da região onde foi implantado o suporte.

Após a osseointegração o paciente é submetido a uma reabertura superficial da gengiva para facilitar a acomodação do(s) dente(s) que será(ão) moldado(s). Como já comentamos acima, o novo dente pode ser cimentado (colado) ou parafusado, a opção dependerá do diagnóstico obtido pelo cirurgião dentista previamente.

Mas vocês sabia que além da fixação de implante individual, é possível optar por implantação de dentes agrupados? Veja abaixo.

– Implante com prótese Overdenture

Esse tipo de implante já comentamos brevemente no decorrer deste texto. O implante overdenture é alternativa viável para quando existe a necessidade de implante de vários dentes agrupados. Esse modelo se assemelha a uma dentadura, porém, com encaixe mais eficaz devido a uma barra que conecta os implantes à prótese.

É importante lembrar que o implante sobredentadura (ou dentadura fixa) pode ser retirado pelo paciente para facilitar a higienização e costuma ser barateado devido ao material de fabricação (resina) e a exigência de menos suportes (raízes) de implantes – de 2 a 6, em média.

– Implante Prótese Protocolo

Diferentemente da overdenture, a prótese protocolo – ou prótese total implantosuportada e implantoretida – não pode ser retirada pelo paciente, o que dificulta sua higienização, já que se trata de um conjunto de dentes conectados entre si.

A prótese é desparafusada apenas pelo dentista e pode exigir de 04 a 08 pinos, em média, o que costuma encarecer um pouco esse tipo de implante dentário. A prótese protocolo pode ser fabricada tanto em resina quanto porcelana.

– Implante de dente de porcelana

Esse tipo de implante é bastante requisitado pelos pacientes. É importante salientar que a porcelana e a resina são materiais totalmente diferentes, apesar de ambas serem utilizada para a modelagem de dentes para implantes. Tecnicamente as resinas são plásticos super reforçados com diversas vantagens, mas que pode ser preterida pela porcelana em alguns casos, como restauração de dentes com fraturas e correção de coloração dos dentes.

Para esses casos o implante de dente de porcelana pode ser a solução, pois o material é indicado para sanar situações funcionais e estéticas. Com o implante de dente de porcelana o dentista consegue agilidade para corrigir diversos problemas, como resistência, durabilidade e estética. Veja abaixo algumas das principais vantagens do implante de dente de porcelana:

– O dente de porcelana alcança diversas tonalidades de cores, inclusive as cores dos nossos dentes naturais. Isso faz com que o dente implantado tenha um belo acabamento e não promova destaque indesejado.

– A porcelana é totalmente compatível com nossos dentes naturais, o que significa que ela não os danificará.

– O dente de porcelana também interage positivamente com os tecidos da gengiva, facilitando a adaptação do implante dentário e trazendo melhores resultados finais.

– O implante de dente de porcelana possui baixa condutividade térmica, o que evita transmissão de choque quando provamos algo muito quente ou muito frio, ou seja, diminui a sensibilidade nos dentes.

– A porcelana é extremamente resistente, o que faz do implante de dente de porcelana algo durável e seguro.

– O dente de porcelana implantado terá menores chances de reter placas bacterianas, já que a superfície do material é mais lisa que a dos demais dentes naturais. Esse cenário dificulta a fixação de placas bacterianas no dente de porcelana.

Tratamento de Implante Dentário
Entre em contato agora!

Como fica implante dentário depois de pronto

Após recuperação total, a satisfação com o implante dentário é quase que indiscutível, com índices que beiram 98% de satisfação. Entretanto, é de extrema importância consultar um dentista especialista na área.

Pesquisas relacionadas à ‘onde fazer implante dentário mais barato’ e ‘onde fazer implante dentário gratuito’ devem ser bem estudadas e analisadas para o barato não sair caro, afinal de contas, nossa saúde começa pela boca e, como já sabemos, com a saúde não se brinca.

Diversos pacientes, por inúmeros motivos, deixam de realizar o acompanhamento regular do implante dentário realizado. É importante que os paciente com implante dentários visitem seus dentistas com frequência a fim de verificar a cicatrização, condição do implante (através de exames radiográficos, inclusive), além de uma avaliação bucal completa.

Esses cuidados são essenciais para conferir a eficácia do dente implantado, além de evitar que outros dentes fiquem doentes, afinal de contas, uma simples cárie, se não tratada, pode atingir estágios avançados e exigir a extração do dente.

Além disso, é importante lembrar que esse texto como objetivo a propagação das vantagens e benefícios do implante dentário, entretanto, o teor desse artigo não pode substituir a orientação e o diagnóstico de um profissional especialista no ramo. Dessa forma, se surgir alguma dúvida sobre como funciona o implante dentário, sempre procure orientação odontológica de seu dentista de confiança.

Tratamento de Implante Dentário

Vamos conversar

Agende sua primeira visita Tratamento de Implante Dentário

Abrir Whatsapp
1
Precisando de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?